O que é o pearling das plantas ?

Penso que seja comum os iniciantes aos aquários plantados, e talvez também os que já conseguem manter algumas plantas com sucesso, verem nos vídeos de tanques mantidos por outros praticantes do mesmo hobby um fenómeno ao qual se chama vulgarmente de “pearling” e interrogarem-se “Porque é que o meu não faz aquilo ?”.

Vou explicar um pouco o fenómeno pearling e tentar responder à questão “Como posso incentivar as plantas a fazerem pearling no meu aquário ?”.

Se estão a ler isto é porque já sabem o que é o perling, mas para aqueles que vieram ter a este artigo de pára-quedas o pearling consiste em pequenas bolhas aparecerem nas pontas da folhas, ao aumentarem de tamanho as bolhas são libertadas até ao topo da coluna de água.

Por muitos é aceite que o facto de existir pearling nas plantas é um sinónimo de bem-estar global do aquário mas embora a actividade fotossintética esteja inteiramente relacionada com o bem-estar global da planta, o peraling só por si não é nada mais do que um comprovativo de que as plantas estão a efectuar a fotossíntese num contexto de saturação de oxigénio na coluna de água.

Simplificando (muito) o processo fotossintético, a planta utiliza luz, dióxido de carbono e água para produzir energia na forma de açúcares, durante este processo de transformação é libertado como excedente da reacção química oxigénio, portanto podemos concluir que quanto maior for a actividade fotossintética maior será a libertação de oxigénio.

As plantas, durante o período de iluminação, estão constantemente a libertar oxigénio mas inevitavelmente, como cada aquário é um ecossistema por si só, poderá ocorrer ou não o fenómeno pearling. Para que o fenómeno ocorra e o oxigénio se torne “visível” na forma de “gotas” é necessário que a coluna de água esteja saturada de oxigénio; devido a saturação o oxigénio que resulta da fotossíntese não é dissolvido e é libertado, neste caso, até a superfície.

Tendo em consideração de que o aquário reúne todos os factores fundamentais a um tanque high-tech tais como luz, fertilização, substrato e dióxido de carbono adequados ao estimulo máximo possível da fotossíntese, na minha opinião existem dois grandes factores que influenciam o pearling sendo em primeiro a quantidade de oxigénio dissolvido na coluna de água, e em segundo a quantidade de matéria viva com actividade fotossintética, quanto mais plantas saudáveis houver maior será a probabilidade de saturar a coluna de água e por conseguinte o pearling se tornar visível.

Quem possui plantados e injecta dióxido de carbono pressurizado sabe, ou devia saber, que é de evitar ao máximo a agitação da superfície, isto porque ao agitar a superfície são estimuladas as trocas gasosas entre a coluna de água e o ar, em contrapartida, o oxigénio é um gás fundamental à vida e como tal terá de estar em ambulância também no meio aquático.

Durante a noite as plantas invertem o processo e passam a libertar dióxido de carbono e a consumir oxigénio, embora o processo de consumo de oxigénio tem como preferência as reservas internas à planta, quando esta fonte se esgota a planta procura consumir o oxigénio dissolvido na coluna de água.

Devido a libertação de dióxido de carbono durante este período em conjunto com o dióxido de carbono já dissolvido na água, o pH tem tendência a baixar tornando o meio mais ácido. O pH ácido em conjunto com a respiração das plantas poderá tornar o aquário muito desgastante para os vivos, como tal a injecção de CO2 não é efectuada durante o período nocturno e é fortemente aconselhado a utilização de uma bomba de ar.

A bomba de ar irá provocar uma agitação na superfície da coluna de água e aumentar as trocas gasosas com o evolvente fomentando a libertação de dióxido de carbono e ao mesmo tempo insere oxigénio na coluna de água, quando iniciar o período de iluminação será mais fácil as plantas saturarem a coluna de água e o pearling aparecer.

Um ciclo simples e eficaz será algo como: A bomba de ar deve ligar ao mesmo tempo que as luzes se apagam e desligar ao memso tempo do dióxido de carbono, o dióxido de carbono deve iniciar a injecção uma hora antes de acenderem as luzes e desligar trinta minutos antes de apagarem as luzes.

Bom pearling !

Posted in Fishkeeping and tagged , .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *